quarta-feira, 25 de outubro de 2017

deus 2

COMO TENTAR EXPLICAR O INEXPLICÁVEL... DEUS.
(Autor: Antonio Brás Constante)
 
Deus existe? Se existe, como Deus pode ser eterno? Como Deus pode existir se ninguém criou ele?
 
Como até hoje ninguém conseguiu provar a Existência ou inexistência de Deus, assim como ninguém também conseguiu provar essas mesmas coisas sobre o monstro do espaguete voador (ver Richard Dawkins), ou Zeus, Odin, etc. falar o que quer que seja sobre Deus de uma forma coerente parece ser uma tarefa impossível.
 
Mas se não podemos provar essa existência, podemos ao menos tentar percebe-la através de uma de suas partes (peraí, criaturas imaginárias tem partes?). Mesmo que muitos achem que ele não existe (já fui assim, por décadas), essa parte dele da qual vou falar, todos conhecem. Ou seja, vou utilizar o Amor (e quase ninguém dúvida da existência do amor) para jogar um pouco de luz sobre o assunto.
 
Primeiramente podemos dizer que o amor é atemporal. Não envelhece. É infinito. O sentimento de amor por algo ou alguém até pode ter um inicio e um fim, mas isso não significa que o amor acaba quanto deixamos de amar. O amor existe independentemente de amarmos ou não, de existirmos ou não, de acreditarmos no amor ou não. O amor não depente sequer da vida. Mesmo que não existisse uma centelha de vida em todo cosmo, ainda assim o amor existiria.
 
O amor é eterno. Não pode ser destruído. A economia de um País pode ser destruida, o escudo do Capitão America Pode ser destruído, o Universo e até mesmo o hipotético multiverso poderiam ser destruidos, mas não o amor. Não confunda o amor que sentimos com o amor em si. Muitos acham que conseguem destruir o amor, quando transformam o amor que sentem em ódio, mas eles apenas trocam uma coisa pela outra, e ainda assim, o amor vai continuar ali, disponível.
 
Para o amor se expressar, basta que se ame. Mas, e se não tiver ninguém para sentir amor, ele acaba?? Deixa de existir?? Não. Ele apenas fica inerte, porém, pronto para florecescer, mesmo que tenha que esperar por milhões, bilhões de anos.
 
Quem criou o amor? Ninguém criou o amor, apenas inventamos nomes para ele. O amor está em toda parte, e ao mesmo tempo não está em lugar nenhum. Podemos acreditar ou não no amor, entender ou não, sentir ou não, isso não importa e não altera o fato de que ele existe, independente de nossa efêmera percepção sobre ele.
 
Muitos se aproveitam da ideia do amor para proveito próprio. Falam que conhecem o amor, que podem distribuir amor, ensinar sobre o amor, mas tem o coração cheio de egoismo, ganância e preconceito. Enganam, roubam, causam dor, sofrimento, ódio, entre tantos males. Estão completamente distantes de tudo que o amor representa. Mas a culpa de tudo isso é do amor? Seria o amor culpado pelo mau uso que fazem de seus conceitos? É Tão fácil dizer que a culpa é do amor, quando na verdade, foi justamente a falta de amor que causou tudo de ruim que se possa imaginar.
 
A força do amor é poderosissíma e uma das formas de alcançarmos essa força esta em se doar, nem que seja através de um sincero e caloroso sorriso.
 
O amor não tem forma, não tem lógica. Não tem explicação. Para vivermos o amor, temos que nos render a ele, aceita-lo, e sobretudo amar, simplesmente amar.
 
Enfim, não posso provar a ninguém a existência de Deus, mas se ele existir, o amor certamente seria uma das partes de sua essência, e talvez, seja uma das melhores formas de podermos chegar até ele, acreditando ou não...
 

quinta-feira, 16 de março de 2017

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE ESTOJO DO ALUNO 9º ANO - ULBRA SÃO JOÃO - Sr. Antônio

Segue o contrato em anexo.

Em Qui 16/03/17 15:07, Taiane Rockenbach taiane.zoomeducation.rs@gmail.com escreveu:

Boa tarde, Sr. Antônio,
Anexo contrato.
Aguardo seu retorno.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

A SIMPLICIDADE VIVA DA MORTE. (Autor: Antonio Brás Constante)

A SIMPLICIDADE VIVA DA MORTE.

(Autor: Antonio Brás Constante)

 

A morte mesmo em sua forma mais incerta é a única certeza que temos. Depois de uma vida de incertezas encontramos na certeza da morte nosso destino final. Ela está sempre à espreita de nossas vidas como uma fera que cedo ou tarde vai nos atacar e subjugar.

 

Para quem sofre sem ter mais esperanças ela se torna uma amiga bem vinda e aguardada. Uns dizem que ela é violenta, outros que é gelada, pois ao seu toque o sopro da vida se esvai, deixando apenas uma carcaça fria para ser enterrada. Após sua chegada abandonamos nosso transporte terrestre chamado de corpo, que irá reciclar com o universo físico, e deixamos que nossa alma imortal (se é que ela existe) possa enfim voar leve e solta, provavelmente, fazendo aquilo que almas leves e soltas ficam fazendo por aí para passar seu tempo infinito.

 

Se alguém me perguntasse se existe algo pior que a morte, eu lhes responderia: "Sim, TUDO!". A morte não é cruel para aqueles que morrem, e ao pensar nisso percebo que quando ouvimos que fulano ou beltrano teve uma morte horrível, na verdade eles tiveram um final de vida horrível. A morte é a mesma para todos, quando ela chega não há mais dor, ou qualquer sofrimento. A paz reina eterna. Nossa existência finita se encontra com a derradeira inexistência infinita. A morte é igual em qualquer parte do mundo, é universal.

 

Qualquer um que sente que vai morrer torce para encontrar uma luz para seguir, e torce mais ainda para que aquela luminosidade toda não seja obra de algum vaga-lume superdotado. A morte acontece de maneiras implacáveis (não confundam com "emplacáveis" segunda pessoa do plural do pretérito imperfeito do verbo emplacar, pois em se tratando da ceifadora, quando ela emplaca o jogo da vida acaba).

 

A morte muitas vezes tem a ver com o DNA (Data de Nascimento Antiga) do indivíduo. Ninguém escapa de seu abraço frio, que não escolhe raça, credo, idade, ou time do coração. Teoricamente, aqueles que têm fé deveriam receber sua chegada com mais alegria e menos tristeza, visto que em todas as fábulas religiosas o além é um lugar muito melhor do que esta nossa conhecida, temporária e carnal estadia terrena. Porém, o que vejo é o contrário, ninguém quer morrer, por mais que se acredite em paraísos divinos, ninguém quer largar este tênue lampejo existencial.

 

A dona morte nada mais é do que o ponto final em um texto, totalmente alheia ao que ali foi escrito, sem julgar se o conteúdo foi bom ou ruim, não é maleável ou influenciável. Ela é uma marca, um final de sentença, um bilhete de ida para o eterno descanso. Claro que talvez alguns punhados de fantasmas possam vir a discordar de mim, mas não devemos nos assombrar com estas assombrações.

 

Dizem que quando alguém morre uma parte da pessoa continua viva dentro de nós, mas o contrário também é verdadeiro, pois uma parte de nós sempre acaba morrendo junto da pessoa que amamos. A tristeza transformada em depressão, a depressão baixando a imunidade de nosso corpo, nos enfraquecendo, nos atordoando, nos desamparando, arrancando a dor de nosso peito sem qualquer pudor, e expondo-a ao mundo para quem quiser ver. Uma força que nos força chorar, não há como evitar.

 

Nos velórios vislumbramos muitas faces amigas transfiguradas, onde antes víamos cultivados sorrisos doces, naquele instante brotam lágrimas salgadas, forjadas na mais pura melancolia. O enterro é a pior parte, uma espécie de marcha do sofrimento, seres unidos pela agonia rumando em passos lentos para sepultar aqueles que se foram, para nunca mais voltar.

 

Em aproximadamente 30 dias deste ano de 2013 a morte me visitou duas vezes, de forma indireta, porém, arrebatadora. Na primeira delas, no inicio de julho, levou meu mestre e amigo Zé Gadis, responsável direto por eu ter seguido esta lida de pretenso escritor. Em sua segunda visita levou minha querida mãe, dia 04 de agosto.

 

E aqui estou eu, com minhas mãos vivas registrando a morte. A mente instigada e sugestionada pela perda de um mestre e uma guerreira, deixando aqui meu pequeno tributo de lembrança a eles, que merecem bem mais que isso, muito mais mesmo, mas por enquanto, por hoje, e talvez por um indeterminado tempo, ainda longe de meu campo de visão, é tudo que posso lhes oferecer. Um tributo de certa forma inútil, visto que é dedicado em homenagem a pessoas que nunca poderão ler, chorar, rir, ou mesmo desfrutar de qualquer outra maneira desta dedicatória.

 

Enfim, eles me conheceram assim, um palhaço das palavras perdidas, que transforma a própria tragédia em picadeiro, buscando esboçar um sorriso ainda que em um texto triste, enquanto duas lágrimas deslizam dentro do peito, acariciando meu coração...

 

FILMES NO YOUTUBE: Produzi dois filmes e postei no Youtube, se quiser assisti-los e quem sabe dar boas risadas, basta acessar o Youtube e procurar por: "3D – Hoje é seu aniversário" ou "Livro Maldito", ou através dos links:

 

http://www.youtube.com/watch?v=IEHnTRFR0Dg

http://www.youtube.com/watch?v=lv0DJRp94NM

 

Se gostar dos filmes e tiver conta no Youtube, peço que clique em "gostei" me ajudando assim a divulgá-los.

 

LIVRO E LISTA DE LEITORES: Estou distribuindo gratuitamente cópias em PDF do meu livro: "Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE". Se você quiser o livro em PDF ou fazer parte de minha lista de leitores, basta enviar um e-mail para: abrasc@terra.com.br

 

Site: abrasc.blogspot.com

 

ULTIMA DICA: Divulgue este texto aos seus amigos (vale tudo, o blog da titia, o Orkut do cunhado, o MSN do vizinho, o importante é espalhar cada texto como sementes ao vento). Mas, caso não goste, tenha o prazer de divulgá-lo aos seus inimigos (entenda-se como inimigo: todo e qualquer desafeto ou chato que por ventura faça parte de um pedaço de sua vida ou tente fazer sua vida em pedaços).

 

P.S: Os textos deixam de ser semanais e passam a ser eventuais.

 



sexta-feira, 12 de julho de 2013

O DIA DOS SOLTEIROS ESCRITO POR UM CASADO (Autor: Antonio Brás Constante)


O DIA DOS SOLTEIROS ESCRITO POR UM CASADO

(Autor: Antonio Brás Constante)

 

No dia 29 de julho comemora-se o dia do solteiro. O termo "solteiro" se traduz em uma etapa da vida do homem (e da mulher, mas vou me referir neste texto apenas aos homens). Todo mundo já foi solteiro em algum momento de sua existência, indiferente se for homem, mulher, cavalo, golfinho ou barata, isso faz parte do ciclo de vida dos seres vivos, um ciclo que quando se refere aos homens muitos descrevem afirmando assim: Os homens nascem, crescem, ficam bobos e casam (outros já acham que o homem é bobo por natureza é por isso ele não fica bobo, e sim, nasce bobo).

 

Navegando pela internet por esses dias li a máxima diferença entre os solteiros e os casados, onde dizia que o casamento se resumia em se trocar a admiração de várias mulheres pela critica de uma só. Ou como já dizia o comediante Rafinha Bastos: "O homem nunca está satisfeito, quando está solteiro quer casar, quando está casado quer MORRER, e por aí vai..."

 

O parágrafo acima é com certeza um total absurdo, falo isso com toda liberdade de uma pessoa que acaba de descobrir que a esposa está atrás de si neste exato momento, lendo cada palavra até o momento escrita... E... E... E aproveitando que minha amada e doce esposa saiu para buscar algo, lembrei de uma frase que li há poucos dias onde dizia que a celulite na mulher serve para expressar o quanto ela é gostosa, só que em braile (como existe gente asquerosamente criativa neste mundo).

 

Outro dia conversei com um amigo que me contou que foi questionado se sua mulher estava com ele por amor ou por interesse, e ele francamente respondeu: "Oras, logicamente por amor, porque quando transamos ela não demonstra interesse nenhum...". Porém, não devemos tratar as mulheres de forma machista, pois elas sofrem com isso, o que me faz lembrar de uma frase que traduz bem este sentimento feminino que dizia: "Quando uma mulher sofre em silêncio é porque seu celular está sem créditos"

 

É iNcrIveL cOmo umA mulhEr cOnSeguE chEgaR sEm faZer BarUlHO. QueRO Me desCULPAR pelA FormA coM qUe eSTou esCRevENdo agoRa, mas é DiFIciL diGItAR enqUANtO sE esTá SENdo ESGANADO pelA PropRIa ESPOSA! (Ufá! Ela Parou). Bem vou terminando estas mal traçadas linhas (se este for meu ultimo texto, lembrem-se de mim com carinho e pelo meu sorriso, e não pelos hematomas que passarei a sofrer depois de dar o ponto final).

 

Brincadeiras a parte (SOCORRO, ELA VAI ME MATAR!!!), o desejo da maioria dos solteiros e solteiras que vivem por aí é encontrar a sua cara metade e viverem felizes para sempre (ou enquanto o processo de divorcio durar), pois quem está de fora quer entrar e quem está dentro não quer mais sair. ADEUS...

 

FILMES NO YOUTUBE: Produzi dois filmes e postei no Youtube, se quiser assisti-los e quem sabe dar boas risadas, basta acessar o Youtube e procurar por: "3D – Hoje é seu aniversário" ou "Livro Maldito", ou através dos links:

 

http://www.youtube.com/watch?v=IEHnTRFR0Dg

http://www.youtube.com/watch?v=lv0DJRp94NM

 

Se gostar dos filmes e tiver conta no Youtube, peço que clique em "gostei" me ajudando assim a divulgá-los.

 

LIVRO E LISTA DE LEITORES: Estou distribuindo gratuitamente cópias em PDF do meu livro: "Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE". Se você quiser o livro em PDF ou fazer parte de minha lista de leitores, basta enviar um e-mail para: abrasc@terra.com.br

 

Site: abrasc.blogspot.com

 

ULTIMA DICA: Divulgue este texto aos seus amigos (vale tudo, o blog da titia, o Orkut do cunhado, o MSN do vizinho, o importante é espalhar cada texto como sementes ao vento). Mas, caso não goste, tenha o prazer de divulgá-lo aos seus inimigos (entenda-se como inimigo: todo e qualquer desafeto ou chato que por ventura faça parte de um pedaço de sua vida ou tente fazer sua vida em pedaços).

 

P.S: Os textos deixam de ser semanais e passam a ser eventuais.

 


sexta-feira, 21 de junho de 2013

[CENSURADO] - A MANIFESTAÇÃO NUA E CRUA DOS PELADOS... (Autor: Antonio Brás Constante).

[CENSURADO] - A MANIFESTAÇÃO NUA E CRUA DOS PELADOS...

(Autor: Antonio Brás Constante).

 

Em clima de revolução, em meio a tanta sacanagem que rola solta pelo País sem favorecer qualquer ereção, porque não conclamar os adeptos do mundo erótico para uma passeata pelas ruas da Nação? Uma passeata onde a regra seria protestar pelado.

 

Sair pelado na rua em sinal de protesto exigiria antes de tudo a coragem de estufar o peito e mostrar os peitos. Os participantes marchariam de cabeças erguidas (todas elas). O simples fato de se estar pelado passaria a imagem de se estar indefeso, desarmado, algo visto como uma demonstração de paz. Não seria apenas o Brasil mostrando a sua cara, pois mostrariam o corpo inteiro, da cara ao traseiro. Ao invés da tradicional bandeira branca, eles levariam na mão a cueca ou a calcinha fio dental branca da paz. Vestiriam a camisinha do movimento, e movimento neste caso é o que mais fariam e vibrariam muito com isso.

 

Pessoas unidas em todos os sentidos, buscando defender suas várias posições (todas descritas no Kama Sutra). Na excitação do momento não ergueriam apenas a voz, mais tudo mais que pudesse ser erguido. Mostrariam a verdade nua e crua por vários ângulos (e que ângulos... Hummm).

 

Fariam boca-a-boca a todo o momento. Aliás, eles usariam muuuuito a boca para aumentar e esquentar o clima, em um ritmo alucinante. Ouvir-se-iam muitos gritos, quase todos de prazer. Gemidos vindos de todas as direções demonstrariam que a penetração em torno da manifestação estaria crescendo a cada instante e se intensificando deliciosamente de forma apaixonante.

 

A ala dos masoquistas entraria em confronto com a polícia, em busca de prazer e bordoadas. Exigiriam gás de pimenta na cara e spray lacrimogêneo ou vice-versa, suplicando ajoelhados para serem algemados. Já o grupo dos sádicos ficaria o tempo todo insuflando a polícia a bater nos masoquistas, e em quem mais quisesse apanhar.

 

Os exibicionistas se amontoando em frente às câmeras de televisão e fotógrafos para que todo mundo pudesse vê-los fazendo poses exóticas e eróticas, registrando cada uma de suas cenas, explicitamente obscenas. Muitos gritando: "Se for passar a mão que seja por prazer e não por corrupção!".

 

Os ânimos se exaltariam ainda mais e logo os tarados partiriam pra cima metendo o pau em quem estivesse por perto, e a partir daí haveria muita correria... Dos passivos querendo chegar ainda mais perto.

 

As pessoas mais gulosas do movimento não ficariam quietas e meteriam a boca em tudo que pudessem, e na expressão do rosto dos manifestantes se veria nitidamente o prazer de estarem ali.

 

Aquelas pessoas não tentariam quebrar as coisas, mas buscariam quebrar tabus.  Desarmados de armamentos, mas de barracas armadas para o que desse e viesse, ou para quem desse e quisesse, tanto faz.

 

Com os pelados em cena não haveria dólares na cueca, nem mesmo cuecas. Nada seria por baixo dos panos, e o corpo-a-corpo aconteceria de forma natural e prazerosa. Eles se pegariam de corpo e alma, suando para alcançar os seus objetivos, em duplas, trios, ou grupos ainda maiores, movidos pela emoção e o tesão do momento, entrando de cabeça e a fundo nessa caótica orgia social.

 

O poder da língua e da expressão corporal expostos em um nível que elevaria qualquer moral de forma totalmente despudorada e amoral. Não estariam ali para encher o saco de ninguém, mas para aliviá-lo de um jeito bem gostoso.

 

Gritariam em coro: "Vamos dar as mãos! Vamos dar o rabo! (para os olhares mais pudicos, leia-se: Vamos oferecer os glúteos para fornicação), Vamos dar e receber prazer! MAS GOVERNANTES, PAREM DE NOS FODER!!!!" (pois uma foda assim não dá prazer).

 

Enfim, apesar de ser uma passeata séria, o protesto acabaria com MUUUUUUUUUITA GOZAÇÃO.

 

FILMES NO YOUTUBE: Produzi dois filmes e postei no Youtube, se quiser assisti-los e quem sabe dar boas risadas, basta acessar o Youtube e procurar por: "3D – Hoje é seu aniversário" ou "Livro Maldito", ou através dos links:

 

http://www.youtube.com/watch?v=IEHnTRFR0Dg

http://www.youtube.com/watch?v=lv0DJRp94NM

 

Se gostar dos filmes e tiver conta no Youtube, peço que clique em "gostei" me ajudando assim a divulgá-los.

 

LIVRO E LISTA DE LEITORES: Estou distribuindo gratuitamente cópias em PDF do meu livro: "Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE". Se você quiser o livro em PDF ou fazer parte de minha lista de leitores, basta enviar um e-mail para: abrasc@terra.com.br

 

Site: abrasc.blogspot.com

 

ULTIMA DICA: Divulgue este texto aos seus amigos (vale tudo, o blog da titia, o Orkut do cunhado, o MSN do vizinho, o importante é espalhar cada texto como sementes ao vento). Mas, caso não goste, tenha o prazer de divulgá-lo aos seus inimigos (entenda-se como inimigo: todo e qualquer desafeto ou chato que por ventura faça parte de um pedaço de sua vida ou tente fazer sua vida em pedaços).

 

P.S: Os textos deixam de ser semanais e passam a ser eventuais.



sábado, 1 de junho de 2013

FALANDO EM PEDRAS E ANJOS-CORREIO [Texto Profano] (Autor: Antonio Brás Constante)

FALANDO EM PEDRAS E ANJOS-CORREIO [Texto Profano]

(Autor: Antonio Brás Constante)

 

Antes de existirem os e-mails, os correios, ou mesmo os pombos-correio, uma forma de comunicação muito utilizada entre os céus e a Terra era o anjo-correio. Os anjos são seres celestiais que conforme várias escrituras (que por serem muito, muito, muito antigas, suas palavras são consideradas por muitos até os dias de hoje como sendo verdadeiras) existem e dão asas à imaginação dos homens.

 

Em certa ocasião do passado incerto (ainda mais antiga que as tais escrituras antigas), o Maioral do universo teria ordenado a um de seus melhores mensageiros, Gabriel, que apesar de ser um anjo de funcionário era meio avoado, mas cumpria bem suas tarefas, para entregar um presente à humanidade. Não era qualquer presente, mas uma pedra (sim, uma pedra), que por sinal era uma pedra usada, pois já havia sido utilizada anteriormente para indicar ao primeiro homem sem sogra da história da humanidade onde construir um altar (demonstrando que antes dos anjos-correio, eram utilizadas pedras para comunicação do além, que mesmo naquela época remota já era feita de cima para baixo, como nos dias de hoje).

 

Ao que tudo indica o Todo Poderoso pode ter colocado uma mensagem oculta na pedra (Ele sempre gostou de enigmas e parábolas, mas não curtia muito escrever mensagens em papéis, papiros, ou assemelhados, porque acabava sempre escrevendo certo, mas em letras tortas, ou em linhas tortas, e não aceitava fazer caligrafia para corrigir esse problema, por isso existem inclusive boatos de que os 10 mandamentos teriam sido escritos por um "Ghost Writer" e dados a Moisés pelo Divino, como se fosse uma obra Dele).

 

A pedra foi entregue ao Anjo com as seguintes ordens: "Leve até a Terra e deixe que abram..." (o verbo "abrir" utilizado no provável sentido de abrir a mente da humanidade). Gabriel (o anjo) entendeu que "abram" era o nome de alguém e procurando pela Terra encontrou Abraão, para quem deu a pedra. Abraão achou melhor não discutir o assunto e passou a adorar a pedra (já que não é todo dia que se ganha algo dos céus, mesmo que o presente seja uma pedra).

 

Com o passar do tempo a tal pedra acabou se tornando em algo extremamente sagrado (extremamente mesmo), e foi colocada em um local de adoração, para que milhares de pessoas pudessem ficar andando em volta dela como se estivessem fazendo uma gigantesca ciranda.

 

Alguns estudiosos (este pessoal que prefere ficar pesquisando as coisas ao invés de simplesmente adorá-las) acham que a pedra poderia ser um meteorito que caiu na Terra. Mas por ser uma pedra considerada totalmente e absolutamente sagrada ao extremo do extremismo, ninguém pode sequer estudá-la para saber do que é feita, pois como sabemos, para as religiões de um modo geral, tudo que é sagrado deve ser venerado e não entendido.

 

Fico imaginando o que aconteceria se todas as pedras vindas do céu (meteoritos que já foram encontrados e identificados, passando dos trinta mil) fossem percebidas como presentes enviados por anjos, devendo ser adoradas, certamente faltariam adoradores para ficar girando em torno de tanta pedra.

 

Outro fato interessante sobre o referido artefato rochoso é o preconceito implícito em sua história, pois é dito que a pedra era no inicio branca e pura, mas com o passar do tempo foi absorvendo os pecados do mundo e mudando de cor, mas não ficou amarela, vermelha ou verde, a cor da pedra que é negra, teria ficado assim por causa dos pecados da humanidade, como se a coloração negra fosse resultado de algo ruim, ou como se os pecados contivessem algum tipo de pigmento preto, escurecedor de pedras (seria este o segredo da fórmula da Coca-Cola?).

 

Se você acha que estas minhas ponderações são blasfêmias, e que devemos respeitar o que é imposto como sagrado pelas religiões, gostaria apenas de lembrar que por um bom tempo o próprio corpo humano foi considerado sagrado. Aliás, o corpo humano era tão sagrado que dissecar um cadáver para tentar estudá-lo era algo considerado profano, e quem o fizesse poderia ser morto. O que nos leva a pensar que aprender sobre o corpo humano era uma violação que merecia a morte, porém, torturar e queimar (por bruxaria, heresia, hipocrisia, etc) o corpo de quem fazia isso era algo natural e correto aos princípios religiosos (ou seriam culturais?). Ou seja, as pessoas não podiam aprender sobre o corpo humano, mas destruí-lo era permitido.

 

Felizmente os tempos são outros, ao menos no que se refere à proibição quanto ao corpo humano, e graças a isso hoje em dia milhares de pessoas podem ser salvas por meio de transplantes, podem se beneficiar da descoberta de novos remédios (inclusive alguns azuis cujo slogan poderia ser: "dureza agora é moleza" ou "moleza agora é dureza", tanto faz), ou em operações, inclusive aquelas feitas no Irã e intituladas como: "antigay" para mudança de sexo, sendo abençoadas por Aiatolás com o discurso de serem para livrar o seu País do homossexualismo (lendo sobre o assunto descobri que a sodomia por lá ainda é passível de execução, salvo se for usada para fins de tortura em prisioneiros, aí pode...), ou na fabricação de aparelhos como o marca-passo (como aquele que o ex-papa usa), etc.

 

Ainda sobre anjos-correio, outro episódio famoso onde eles foram usados, foi no caso do nascimento de Cristo, em que Deus enviou um anjo para Maria dizendo que ela seria a primeira mulher virgem a dar a luz, depois enviou outro a José, dizendo que mesmo o filho não sendo dele ele deveria criá-lo e protegê-lo (talvez dali tenha surgido à frase "Pai é quem cria"). Infelizmente em meio a toda aquela correria o Todo Poderoso acabou se esquecendo de enviar um anjo-correio também ao rei Herodes, evitando que ele saísse matando crianças inocentes por causa do nascimento do Salvador.

 

Bastava um anjo qualquer chegar e mostrar sua bela espada de fogo (ou espadas de fogo são coisas só de Arcanjos?) e provavelmente o rei ficaria intimidado, mas não, a mesma divindade poderosa, ou melhor, Toda poderosa, com poderes de engravidar virgens e controlar anjos, não mexeu um dedo neste caso, deixando o malvado Rei matar covardemente uma infinidade de crianças de forma brutal e desumana, que é o tipo de coisa que os malvados fazem.

 

Por que nada foi feito? Talvez porque o próprio Todo Poderoso tenha feito o mesmo em outro evento do passado daquele passado (dando origem à Páscoa), quando ele mesmo mandou um de seus anjos para matar todos os primogênitos do Egito, durante o episódio da fuga dos Hebreus.

 

Devo admitir que se Deus desse as caras hoje na Terra deveria ser imediatamente preso, acusações não faltariam, tais como: genocídio, infanticídio, atos de tortura, terrorismo, etc. A lista é grande e esta toda bem documentada em vários livros que falam das façanhas divinas. Em uma matéria publicada pela revista Superinteressante (junho/2008), enquanto o vilão dos vilões e príncipe das trevas também conhecido como Demônio tem registrado dez mortes na Bíblia, o Pai celestial tem alguns milhões de mortes em seu currículo, entre elas de mulheres, velhos e crianças, e isso que conforme a matéria não se levaram em conta às mortes ocorridas no dilúvio.

 

Antes que comecem a me atirar pedras, gostaria de explicar o que me fez escrever este texto e dizer que este texto não é meu, apesar de ter sido escrito por mim. Tudo começou há algum tempo atrás em uma viagem ao interior, quando um objeto caiu em minha cabeça (não importando se foi uma pedra caída do céu, um abacate ou mesmo um pedaço de nuvem), a batida foi forte, mas de inicio não senti nada estranho, somente depois quando estava dirigindo de volta para casa é que minha visão escureceu e por pouco não capotei o carro com toda minha família dentro dele. Sei que vai parecer loucura, mas de lá para cá passei a ter sonhos recorrentes onde recebia a visita de um anjo, um ser de luz que conversava comigo sem palavras, me dizendo para escrever sobre alguns assuntos, este é um deles.

 

As idéias do que deveria ser escrito foram sendo gravadas inconscientemente em minha mente, porém, ficava comigo a incumbência de transformar aquelas idéias em textos. Confesso que no inicio fiquei com medo, afinal temas polêmicos nem sempre são bem quistos, mas o anjo em tom tranqüilizador me disse que eu seria apenas um instrumento de algo maior. Estou aqui apenas cumprindo os desígnios recebidos, ressaltando que cada fato aqui relatado neste texto e contexto é fruto de uma mesma veracidade. Tenho certeza que se você acredita em anjos, acreditará em tudo isso.

 

Termino este texto com uma frase do escritor, comediante e apresentador Bill Maher: "Regra nova: se as igrejas não têm de pagar impostos, então também não podem chamar os bombeiros se tiverem um incêndio. Desculpe reverendo, este é um daqueles serviços aos quais se tem acesso através dos impostos. Eu uso os bombeiros que pago. Pode rezar para ter chuva". (Bill Maher)

 

 

FILMES NO YOUTUBE: Produzi dois filmes e postei no Youtube, se quiser assisti-los e quem sabe dar boas risadas, basta acessar o Youtube e procurar por: "3D – Hoje é seu aniversário" ou "Livro Maldito", ou através dos links:

 

http://www.youtube.com/watch?v=IEHnTRFR0Dg

http://www.youtube.com/watch?v=lv0DJRp94NM

 

Se gostar dos filmes e tiver conta no Youtube, peço que clique em "gostei" me ajudando assim a divulgá-los.

 

LIVRO E LISTA DE LEITORES: Estou distribuindo gratuitamente cópias em PDF do meu livro: "Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE". Se você quiser o livro em PDF ou fazer parte de minha lista de leitores, basta enviar um e-mail para: abrasc@terra.com.br

 

Site: abrasc.blogspot.com

 

ULTIMA DICA: Divulgue este texto aos seus amigos (vale tudo, o blog da titia, o Orkut do cunhado, o MSN do vizinho, o importante é espalhar cada texto como sementes ao vento). Mas, caso não goste, tenha o prazer de divulgá-lo aos seus inimigos (entenda-se como inimigo: todo e qualquer desafeto ou chato que por ventura faça parte de um pedaço de sua vida ou tente fazer sua vida em pedaços).

 

P.S: Os textos deixam de ser semanais e passam a ser eventuais.